C omo reconquistar um grande amor? Na internet existem vários sites e aulas que ensinam técnicas de sedução para conquistar o parceiro ideal. A arte da conquista é até fácil para muitos.

Porém, e quando já conquistamos e essa pessoa foi embora, ou você decidiu ir embora e se arrependeu? Jogar charme e dar presentes provavelmente não vai funcionar.

Nessas horas, reconquistar, se permitir uma segunda chance exige um pouco mais de atenção da nossa parte. E é isso que eu vou te ensinar nessa aula.

O primeiro passo para a reconquista 

Aprimeira coisa que você precisa pra reconquistar um grande amor é se entender. Pode parecer contra intuitivo quando nosso foco está no outro, mas é só a partir disso que a verdadeira mágica acontece.

Frequentemente é quando uma relação termina que fazemos uma reavaliação dos nossos desejos, nossos sonhos, nossos objetivos.

Não apenas você sente falta, está tão ligado aquela pessoa que parece difícil seguir em frente sem ela, como também, embora se lembre bem de atitudes que você não gostava o medo de ficar só pra sempre também se torna perturbador. É isso que eu chamo de apego.

Reconquistar é sempre o melhor caminho?

F aça a seguinte pergunta pra você: o que eu sinto de fato por essa pessoa? Carinho? Desejo? Estou com meu orgulho ferido? Me acostumei com sua companhia? Estou com medo de não achar mais ninguém? Todos esses sentimentos se parecem com amor verdadeiro, mas são apego.

A diferença do amor e do apego é o sofrimento. Quando amamos, não entramos em julgamentos que nos dizem que não somos dignos de amor, que é o fim da linha, visto que gostamos da nossa companhia e sabemos que o outro tem tanta liberdade de escolher como nós.

Quando você percebe que fica feliz com a felicidade do outro, você pode tentar reconquistar, porque o resultado já não é o objetivo. O objetivo é que ambos sejam felizes. As possibilidades se ampliam.

Se você tem dúvida se o melhor caminho é reconquistar a pessoa ou esquecer, fiz um video que vai te ajudar na tomada desta decisão.

O que você precisa saber sobre o seu cérebro antes de pensar em reconquistar?

Não entendemos nossos sentimentos através de palavras. Isso porque nosso neocortéx, responsável pela nossa linguagem e por nossa capacidade de identificar padrões, não consegue avaliar nossas emoções. Pode parecer que voltar com uma pessoa que te fez sofrer não faça sentido, e mesmo assim, você quer.

Por quê? Nosso cérebro também tem uma parte que se chama sistema límbico – que é responsável pelas nossas emoções. E nesse sistema, dois mais dois pode dar vinte e um! É por isso que muitas vezes você deseja coisas que você sabe que não te fazem bem.

Na imensa maioria dos casos, isso envolve nossa infância, onde o sistema límbico ainda não tem recursos suficientes e criam memórias dolorosas, como por exemplo, sempre achar que não é bom o suficiente.

Por exemplo: Uma vez atendi uma mulher que era a outra. Ela não queria ser a outra, mas não conseguia sair daquela situação. Quando começamos a entender o que se passava, ela se lembrou que tinha um irmão que era um garoto problema, e ela sempre ficava como segunda opção. Portanto ela estava repetindo as suas memórias de infância na vida adulta.

Na hipnose, nós cuidamos dessa criança interior e a partir de então, essa mulher pode se libertar da crença que ela sempre era segunda opção.

Eu sei que parece ser uma solução simplista, mas funciona. Todo apego vem de uma necessidade interna. Quando você ama e cuida da sua criança interior, que achava que não era amada, o apego à situações e a pessoas dá lugar ao amor próprio. Trazendo à consciência essas dores antigas, é possivel recomeçar tomando decisões melhores.

Como o cérebro te sabota na reconquista?

Nosso sistema límbico também é responsável pelo nosso inconsciente e pela nossa imaginação. E nossa imaginação tende a repetir situações. Já percebeu como é difícil pensar no presente?

Geralmente nossa mente flutua entre o passado e o futuro. Quando passamos por situações difíceis, nosso cérebro tende a repetir essas lembranças, com o objetivo de manter nossa sobrevivência.

É por isso que muitas vezes, repetimos nossas ações de sempre: queremos ficar seguros, mesmo que não faça sentido. A situação ruim é familiar, e tudo que é diferente, nosso inconsciente tende a ver como algo perigoso.

Por exemplo, atendi um caso de uma mulher que se apaixonou por um homem que a maltratava, bebia e fumava. Pela lógica, ninguém gosta de homens assim. Mas era o caso dessa mulher, que logo percebeu que gostava desse homem porque bebia e fumava como seu pai.

Quando a convidei para não buscar o amor do seu pai em outros homens, ela percebeu o que estava fazendo com ela mesma! Revivendo seu passado, tentando compensar sua criança interior.

O que a sua infância tem a ver com a reconquista?

Quando você faz as pazes com seu passado, cuidando da sua criança interior, pode viver uma vida mais plena, com experiencias mais profundas. Esses problemas que te acompanharam a vida toda perdem o poder sobre você. E é você que está no controle a partir de agora.

Como reconquistar o seu grande amor, afinal? Diga ao outro que superou esses traumas e que quer um futuro com aquela pessoa, assim você pode incentivar a outra pessoa a mudar também.

Você pode escolher viver essa vida com essa pessoa que queria reconquistar ou não. Caso vocês dois se ajudem e se conheçam melhor talvez pensem que aquilo que vocês tinham era apenas apego.

Conte com minha ajuda

Sou coach de relacionamentos e hipnoterapeuta do amor. São algumas ações favorecem as pessoas a hora de como reconquistar um grande amor.

A hipnoterapia, como foi dito antes, é uma técnica muito eficaz. Descobrir a origem dos problemas é a melhor forma de entender como eles devem ser solucionados, e isso vale para tudo, portanto, com relacionamentos não poderia ser diferente.

Para você ter o meu acompanhamento profissional, clique aqui

Deseja a minha ajuda profissional? Clique aqui

Deseja a minha ajuda profissional? Clique aqui

Que tal me contar exatamente sobre o que você está passando? Nós podemos solucionar esse problema juntos. Seja detalhista, conte-me se tem medo de relacionamentos, ou mesmo se está envolvido com uma pessoa que tem medo disso.

Eu preciso saber de tudo mesmo, pra que consiga te ajudar de forma eficaz, afinal, viver fugindo da felicidade é algo muito triste, e você está certíssimo em ter vindo procurar ajuda.

Seus comentários também ajudam pessoas que estão passando pelo mesmo problema, mas que não têm coragem de falar sobre ele, portanto, me ajude e seja uma inspiração. Eu agradeço muito!