Se você está lendo esse post as coisas não estão tão boas por aí não é mesmo? Sou hipnoterapeuta e convido você a assistir a minha aula definitiva sobre como reconquistar um grande amor.

 

Você já sabe como conquistar aquela pessoa, afinal você já fez isso antes. Mas agora vou ensinar como você pode reconquistar essa pessoa, porque essa técnica tem outros artifícios que são mais desafiadores. Na arte da conquista você pode utilizar alguns jogos, mas eu não recomendo, como jogar o cabelo e levar para jantar, mas na reconquista a pessoa já te conhece então deve-se trabalhar com a realidade.

Então, se quer que essa relação volte, mas não para brigar igual faziam antes e sim durar para sempre ou melhorar essa relação que vocês tinham como um todo. Essa aula é para você que terminou um relacionamento recentemente, em que o seu primeiro pensamento é naquela pessoa e o ultimo também, sua produtividade caiu no trabalho, parou de comer e teve um emagrecimento agressivo, ou engordou e se acha menos atraente.

Você acha que não é bom o suficiente, que a outra pessoa deveria te amar e sempre acha que a culpa é sempre sua. Essa aula é para você.
Sofremos ainda mais quando você olha as redes sociais do seu antigo amor e descobre que ele está com outra pessoa, e ainda tem mais: eles fazem tudo que vocês não faziam juntos, isso machuca muito.

Se você acha que, com esse termino a sua vida não tem mais cor, não consegue viver tranquilamente e acha que a única forma de ser feliz é reconquistando o outro, e quando mais você tenta menos você consegue.

Claro, às vezes precisamos aceitar que o relacionamento acabou e seguir em frente. Ser feliz novamente e levar aquele relacionamento como uma lição a ser aprendida. Mas isso nem sempre é possível, a não ser que você tenha as ferramentas certas.

Quer saber como reconquistar um grande amor? Então veio ao lugar certo! É possível reconquistar um amor observando uma série de aspectos no comportamento dessa outra pessoa e também em si mesmo.

Nessa aula vou utilizar conhecimentos que vieram através do coach, hipnoterapia, constelação e conhecimentos científicos. Vou falar como que o seu cérebro funciona e porque você está sofrendo tanto, o que a ciência fala sobre isso.

Que autoridade eu tenho?
Bom, se parar para pensar qualquer pessoa que você vá conversar sobre esse assunto entende de relacionamentos, mas eu entendo metodologia. Estudo como o processo cerebral em muitas partes desse assunto.

Comecei com um método de esquecer um grande amor, a partir daí lembrei que já tinha feito um curso de hipnose e pensei que me poderia auto hipnotizar vai dá certo? Eu descobri que poderia continuar amando, mas sem sofrer por isso. Pois amor e sofrimento são coisas completamente diferentes. Chamei esse processo de “meditação da despedida”.

Na maioria das vezes, nos iludimos, imaginando que a pessoa não tem defeitos e que tudo no relacionamento está perfeito. No entanto, conforme o relacionamento se desenrola, uma hora ou outra isso vai mudar, e você começa a perceber as atitudes que você não gosta.

Normalmente, é a partir do término que você passa a ser capaz de perceber que as coisas entre vocês não eram tão fofas quanto se pensava.

Às vezes estamos tão ligadas àquela pessoa que não enxergamos as outras, seja pelo desejo ou até mesmo por uma ligação emocional. Sabe dor de cotovelo? Isso geralmente acontece quando vemos o nosso grande amor com outra pessoa, às vezes nem queremos o outro de volta, mas nos apegamos a essa ideia de reconquistar.

O medo de ficar só é outra coisa que atrapalha muito. Entre brigas e até discussões, algumas pessoas criam um apego emocional que pode ser muito perigoso com o passar do tempo.

Apego não é amor

Tire um tempo para pensar: será que é amor mesmo? Será que eu me sito inseguro com relação à outra pessoa?

Apegos como desejo sexual, medo de ficar só, existe uma escassez de opções atrapalham muito na arte da conquista, ou reconquista. Quando mais apego você tiver menos amor você terá, pois o primeiro gera sofrimento e o amor não.

Esse apego está dentro de você, e não na outra pessoa. O que você precisa é se livrar desse apego, porque é ele que faz sofrer. Sempre que pensar que esta sofrendo e precisa reconquistar essa pessoa, é apego.

Quando você tira o apego só sobra amor, e o amor não te faz sofrer. Se ame, em primeiro lugar, para não se apegar ao outro. Sabe a metade da laranja e a tampa da panela? Isso não existe, o que existem são duas pessoas que se estão inteiras e estão juntas porque elas querem. E ponto.

Quando você olha pra si mesmo e percebe o que está fazendo de errado, não adianta olhar para o outro e dizer exatamente como ele deveria ser e como ele deveria agir. Da mesma forma que o outro pensa exatamente como você.

A forma que você olha para o outro é uma atitude errada. Por exemplo, você quer que a outra pessoa mude que o relacionamento de vocês já não estava mais dando certo, quer que volte, mas não como era antes. Mas, quanto mais você olha para ele mais ele olha para você. Quando um está olhado para outro não vai dar certo, é preciso olhar para si mesmo.

O cérebro pode ajudar mais do que você pensa

Você não pode entender de forma racional. Nosso neocortex é a parte racional do nosso cérebro, ele julga tudo que você esta dizendo. Você quer voltar para aquela pessoa mais aquilo não faz mais sentido, e você sabe disso mais do que ninguém, pois já esteve naquela relação antes. Diz que já mudou o disco para os amigos mais quer, sofre pelas mesmas coisas quando chega em casa. O que não faz sentido.

Existe uma parte do nosso cérebro que chama sistema límbico, que são a parte das emoções. São as nossas primeiras memorias, lá na infância. Uma decisão inconsciente. Você é bom o suficiente! Seja sempre a primeira opção de alguém e não aceite ser menos que isso.

Uma vez atendi uma mulher que era a outra, mas não queria ter aquela relação sendo a amante. Quando fomos entender a situação, vimos que ela tinha um irmão mais velho que era um garoto problema, que tinha mais atenção da mãe. Então, desde aquele momento, ela sempre foi à segunda opção.

Vamos cuidar dessa criança, alguém precisa falar pra ela que ela também é a primeira opção. Quando terminamos ela disse que nunca havia se sentido tão bem, com uma autoestima muito elevada, coisa que não era assim antes.

Os traumas geram apegos, e os apegos geram nosso sofrimento, aí você se prende um amor que não é amor, é apego. Quando vamos com relacionar com alguém, o que pensamos é que existe alguma coisa para que esse relacionamento não dê certo, mas para essa pessoa chegar a sua vida teve toda uma historia por trás da pessoa que você está se relacionando. Então, começa a trazer as experiências do passado para esse relacionamento que você está agora, sedo que são pessoas divergentes.

As decisões inconscientes que somadas geram você, da maneira que é e que faz essa relação dar certo ou não. Isso também acontece do outro lado. Essas somas podem ser construtivas ou explosivas.

Os traumas que você teve lá na sua infância são apegos que, muitas vezes, você nem sabe que tem.

Uma autossabotagem

Três formas de lidar com isso, falaremos as três a seguir.

Nosso inconsciente pensa que, se algo aconteceu no passado, vai acontecer no futuro, certamente. A primeira coisa que você deve fazer é a se livrar dessa resignação.

Por exemplo, uma mulher se apaixona por um cara que maltrata ela, que bebe e fuma muito. Quando paramos para pensar, é impossível gostar de alguém assim, certo? Mas esse cara era igualzinho ao pai dela. Todos os relacionamento dela tinham varias atitudes iguais a do pai.

Então, a convidei para dizer para o pai que não precisava buscar ele em todos os relacionamentos que ela tinha. Que o amor quer era dele, do pai, era só dele e se permita a encontrar o amor nas outras pessoas.

Quando você se apaixona por um cara que é igualzinho ao seu pai, têm os mesmos gostos e as mesmas manias e você não percebe, mas está buscando em outros as mesmas coisas, os mesmos defeitos, que o seu pai tem.

Talvez você queira reconquistar essa pessoa porque quer que todos os traumas da sua vida voltem, isso te faz sofrer.

A hipercompensação é quando você vê no outro aquilo que você quer que aconteça a si mesmo, gerando um apego do ciúme. É o contrário do primeiro.
A mulher diz que é uma pessoa ciumenta e que fez o cara do seu relacionamento anterior terminar com ela por conta disso.  Ela era tão extrema que contou esse cara já havia tido uma mulher, mas que não se falavam à um bom tempo. Ela pegava as fotos de quando eles ainda eram casados e brigava com o marido, e nenhum dos dois entendiam o porquê disso.

Quando fomos no passado, ela se viu criança e brincando com os primos. Até que o pai deu colo, e carinho, para uma prima dela e ela queria que fosse para ela aquele carinho. Ela cresce e pensa que todas as coisas queriam que fosse com ela. Então ela queria estar no lugar daquela ex.

Isso gera o apego dos ciúmes. Fui deixada no passado e sempre serei deixada de lado, então para garantir vou ser ciumenta a ponto da pessoa não me aguentar e terminar.

O terceiro exemplo é: quem nunca ouviu de alguém próximo “porque homem nenhum presta”? A evitação é quando você conhece alguém legal, mas logo se afasta por conta do que te disseram lá a sua infância.

No terceiro exemplo, uma mulher não sabe o que tem de errado acontecendo na vida dela, porque todos os relacionamentos acabam sem explicação. Conheço um cara, ele dá em cima de mim e eu já acho que ele não presta. Ou seja, ela evita que aquele relacionamento ocorra.

Apego ou trauma: como reconquistar o seu grande amor?

Como reconquistar o seu grande amor com traumas e apego? Isso até pode acontecer, mas você precisa se curar desses dois antes disso. A hiponiterapia é um processo que serve para você fazer aquilo que você realmente quer. Tudo voltado a sua infância.

Quando você faz esse processo a sua vida se torna muito mais profunda, porque você aceita que os problemas do passado não agem mais sobre você.

Como reconquistar o seu grande amor, afinal? Diga ao outro que superou esses traumas e que quer um futuro com aquela pessoa, assim você pode incentivar a outra pessoa a mudar também.

Você pode escolher viver essa vida com essa pessoa que queria reconquistar ou não. Caso vocês dois se ajudem e se conheçam melhor talvez pensem que aquilo que vocês tinham era apenas apego. Termine esse relacionamento e respeite o outro da mesma forma que você se respeita.

Você gostaria de reconquistar o seu ex de forma feliz e duradoura?
Se sim, eu posso te ajudar. Clique aqui em ajuda profissional.

Deseja a minha ajuda profissional? Clique aqui

Deseja a minha ajuda profissional? Clique aqui

Conte com minha ajuda

Sou coach de relacionamentos e hipnoterapeuta do amor. São algumas ações favorecem as pessoas a hora de como reconquistar um grande amor.
A hipnoterapia, como foi dito antes, é uma técnica muito eficaz. Descobrir a origem dos problemas é a melhor forma de entender como eles devem ser solucionados, e isso vale para tudo, portanto, com relacionamentos não poderia ser diferente.

Que tal me contar exatamente sobre o que você está passando? Nós podemos solucionar esse problema juntos. Seja detalhista, conte-me se tem medo de relacionamentos, ou mesmo se está envolvido com uma pessoa que tem medo disso.

Eu preciso saber de tudo mesmo, pra que consiga te ajudar de forma eficaz, afinal, viver fugindo da felicidade é algo muito triste, e você está certíssimo em ter vindo procurar ajuda.

Seus comentários também ajudam pessoas que estão passando pelo mesmo problema, mas que não têm coragem de falar sobre ele, portanto, me ajude e seja uma inspiração. Eu agradeço muito!

Photo by Adam Kontor from Pexels